Ducati cria moto elétrica para corridas da MotoE que beira 300 km/h

A grande novidade é uma Ducati elétrica de corrida que impressionam por atingir até 300 km/h. Nesse sentido, o veículo impressiona e ganha destaque importante dentro do famoso campeonato mundial. Acompanhe detalhes.

publicidade
Ducati elétrica de corrida
Ducati elétrica de corrida

Ducati elétrica de corrida

A princípio, a empresa Ducati tem a mesma importância no seu segmento, que marcas como a Ferrari tem para quem gosta de carros esportivos e velozes. Além disso, ambas são italianas, cobiçadas e sinônimos de luxo, sofisticação e, claro, muita velocidade.

publicidade

Nesse sentido, a conhecida marca de motos que nasceu em Bologna, na Itália, decidiu inovar e entrar para o mundo sustentável. Logo, a Ducati criou uma moto elétrica para corridas. E já adiantamos, ela tem tudo para ser um marco na história da fabricante, comandada pelo CEO Claudio Domenicali.

Desse modo, a moto elétrica da Ducati será utilizada na temporada 2023 do campeonato mundial da categoria, intitulado FIM MotoE. Para que você entenda, uma das 18 unidades produzidas para a competição, contará com um motor V21L.

✓ Veja também:

publicidade

Dessa forma, ele vai entregar aos pilotos 147 cv de potência e 10,6 kgfm de torque. Assim, o resultado da combinação é que a moto elétrica poderá chegar até 275 km/h nas pistas de corrida.

Além disso, a bateria desta máquina é bem grande. Sendo assim, são 18 kWh, com tecnologia de ponta para reduzir o peso da moto elétrica da Ducati para 225 kg. Ou seja, menos do que o que pesam as da Energica, antiga fornecedora de motos elétricas do campeonato.

publicidade

Testes 

A princípio, o CEO da Ducati, Claudio Domenicali, criou coragem e foi para a pista testar a moto elétrica da empresa. Nesse sentido, o executivo acelerou com precisão a moto no Circuito de testes em Mugello, na Itália.

E o melhor, ele não escondeu ter ficado satisfeito com o desempenho da nova integrante do line-up da montadora. Logo, a Ducati criou uma moto elétrica perfeita para fazer parte do circuito de corridas MotoE.

✓ Veja mais notícias:

publicidade

Nas palavras do CEO, “há algumas semanas atrás, tive a extraordinária oportunidade de pilotar a Ducati MotoE na pista e percebi imediatamente que estava vivendo um momento histórico. O resultado que alcançamos é surpreendente.

Assim que sentei na moto, percebi a qualidade do trabalho feito pela equipe, e quando voltei para a garagem, senti um profundo sentimento de orgulho pelo que mais uma vez fomos capazes de alcançar”, informou Domenicali.

publicidade

Por fim, o executivo lembrou que o mundo vem passando por muitas e incríveis transformações, e mencionou ainda que todos precisam contribuir para a preservação e o equilíbrio do meio ambiente.

Portanto, a Ducati criou uma moto elétrica, especialmente para corridas. E o agora, é contribuir ainda mais para a redução das emissões de CO2 sem abandonar o DNA ligado às corridas que a fabricante possui há anos.

Avalie este conteúdo!

Avaliação média:
Total de Votos:

Ducati cria moto elétrica para corridas da MotoE que beira 300 km/h

publicidade
Arthur Lins
Formado em jornalismo, Arthur é especialista em motos e se juntou a equipe do Motos News em 2020 e desde então, vem trazendo novidades semanalmente para a página e assuntos relacionados ao mundo das duas rodas deixando todos os nossos leitores bem informados.